2 de mai de 2011

Espaço Industrial Brasileiro

Complementando o tema trabalhado sobre o espaço industrial brasileiro, abordaremos um registro cultural que nos desperta curiosidades sobre o assunto.
Período para Realização
 01/05/2011 a 31/05/2011

1ª ETAPA:





Leia o texto abaixo e escute a música Três Apitos , na voz de Cristina Buarque e violão com Henrique Cazes:





Noel de Medeiros Rosas, compositor carioca, nascido no bairro de Vila Isabel em 1910, no Rio de Janeiro,  tornou-se conhecido anos mais tarde, como o "Poeta da Vila". Ao longo de sua curta e densa carreira, Noel produziu aproximadamente trezentas músicas, sozinho e com parceiros, sendo a maioria das letras de sua autoria. Compôs alguns clássicos, edificando uma obra que contribuiu para a formação da história da música brasileira. A obra deste compositor é centrada em microcosmo social caracterizado pelo samba, Vila Isabel e a sociedade carioca da década de 1930. Este universo está bem presente na canção Três Apitos de 1933, cujo título indica o espaço social em que se desenvolve a história narrada pelo autor: a emergente sociedade industrial brasileira, que originava duas classes sociais nascentes, a burguesia industrial e o proletariado típicamente urbano, que começou a surgir com o início do desaparecimento das oligarquias agrícolas. 




2ª ETAPA:

Nesta etapa faça uma leitura crítica sobre a música abaixo:

Três Apitos

Composição : Noel Rosa

Quando o apito da fábrica de tecidos
Vem ferir os meus ouvidos
Eu me lembro de você
Mas você anda
Sem dúvida bem zangada
Ou está interessada
Em fingir que não me vê
Você que atende ao apito de uma chaminé de barro
Porque não atende ao grito
Tão aflito
Da buzina do meu carro
Você no inverno
Sem meias vai pro trabalho
Não faz fé no agasalho
Nem no frio você crê
Mas você é mesmo artigo que não se imita
Quando a fábrica apita
Faz reclame de você
Nos meus olhos você lê
Que eu sofro cruelmente
Com ciúmes do gerente
Impertinente
Que dá ordens a você
Sou do sereno poeta muito soturno
Vou virar guarda-noturno
E você sabe porque
Mas você não sabe
Que enquanto você faz pano
Faço junto ao piano
Estes versos pra você

Clique  aqui e veja a análise de João Carlos de Freitas, especialista em MPB pela Faculdade de Artes do Paraná.

3ª ETAPA:

Agora responda as questões on line clicando aqui.

Escreva sua sugestão, dúvida ou pergunta no quadro abaixo (comentários).